13 de ago de 2013

Cidade dos Ossos (e que ossos, hein)

AVISO: A resenha abaixo contém spoilers! Se você não leu o livro, não leia isso. Ou leia, quanto mais acessos, melhor.

Eu fiquei horas pensando sobre o que resenhar. "Que tipo de música poderia agradar o pessoal?", eu me perguntava. Então, sendo v1d4 l0k4, decidi resenhar Cidade dos Ossos, da Cassandra Clare.

De uns dias pra cá, o livro tem virado modinha. O motivo disso é bem óbvio: O filme vai ser lançado dia 21 de agosto desse ano. Posso dizer que não curti muito, já que o preço dos livros subiu drasticamente e capas com imagens do filme já começaram a ser lançadas (e, convenhamos, capa originais são quase sempre melhores). 

            O livro é centrado em Clary, uma garota de 15 anos que mora em NY. Ela e seu melhor amigo, Simon, vão a uma festa juntos, em uma boate da moda chamada Pandemônio – que é, obviamente, um nome de uma boate que qualquer jovem que quer se manter são e salvo visitaria. Lá, Clary enxerga um garoto loiro extremamente lindo e musculoso, cheio de tatuagens, com os cabelos compridos e olhos do tipo vou-penetrar-sua-alma e o vê comentando o pior de todos os crimes – um assassinato. Um casal vestido de preto e tatuado – como o loiro – o dava cobertura. Clary grita e mostra as três pessoas vestidas de preto e o jovem assassinado para Simon, mas ele não consegue ver nenhum deles. Então, ela corre e chama os seguranças, que os veem tanto quanto Simon – que rufem os tambores: nada.

            Jace é um nephilim – filhos de anjos com humanos – e tem a missão de caçar demônios. Ele é o cara loiro citado no parágrafo anterior. E, em menos de 24 horas, o segundo encontro de Clary e Jace acontece. Nada de bom aconteceu desde então – a mãe de Clary acaba desaparecida e até mesmo a própria Clary, a garota indefesa de 15 anos, é atacada por um demônio nojento.

            Clary é uma mortal com o dom da visão. Ela pode ver demônios e nephilim – os caçadores de sombras. O que explica muita coisa que ocorreu até agora, mas explica o motivo de um demônio estar atrás dela? Será que a mãe de Clary está viva? Se sim, o que ela pode fazer para ajudá-la? E a própria garota, Clary, tem tempo para procurar sua mãe ou está ocupada demais tentando salvar sua própria pele?
            O que mais me fascina no livro é que a escrita da Cassandra não é uma escrita complicada – como a de George R. R. Martin. É uma escrita leve, fácil de entender. O livro tem um ritmo maravilhoso, consegui engolir ele em mais ou menos 4 horas.

            Como eu sou uma pessoa muito legal e vi que a Sarah faz isso, vou falar um pouco dos personagens e compará-los com os atores que foram escolhidos para interpretá-los. 

Clary Fray (interpretada por Lily Collins)

            Aprovada. Por muito pouco, mas aprovada. Se ela precisasse de um 6 de 10 pra passar, ficaria com um 6,1, no máximo. No livro, Clary tem os cabelos incrivelmente cacheados e ruivos. Sua sobrancelha é extremamente fina e bem cuidada. Acho que Lily não se encaixa muito bem nisso, mas a atuação da moça no trailer foi tão boa que me fez criar certa afinidade por ela.

“Eu quero um café preto. Preto como minha alma.”










Jace Lightwood/ Morgenstern/ Wayland (interpretado por Jamie Campbell Bower)

            “Ei, Wes, porque essa penca de sobrenomes?” Oh, caro leitor, é isso que você deve estar se perguntando. Respondo-te não respondendo-te, ou o livro perderia toda graça.

            Como eu disse antes, Jace é um cara lindo e musculoso, tudo de bom e etc. Não decidi se Jamie se encaixa em bonito, apesar de ser bem musculoso. Eu só o achei um pouco bizarro pra interpretar o Jace, e a atuação um pouco diferente do personagem também. Jace é irônico 115% das vezes, e Jamie não se mostrou assim no trailer. Estou esperando pra ver, mas se eu fosse dar uma nota agora, ele estaria reprovado.

“O menino nunca mais chorou e nunca mais se esqueceu do que aprendeu: que amar é destruir e que ser amado é ser destruído.”

Alec Lightwood (interpretado por Kevin Zegers)

             Eu não quero ser o vilão da história, mas reprovado. Eu não sei vocês, mas Alec tem 17 anos. Não imagino o Kevin com cara (nem corpo, porque CARA) de 17 anos. Mas a atuação está maravilhosa. Alec é apaixonado por Jace e no trailer ele interpreta isso incrivelmente bem. Principalmente no momento em que vai dar um discurso do estilo tire-as-mãos-do-meu-homem-vadia pra Clary. Imagem: 3,5. Atuação: ∞



"Pegue as minhas mãos. E pegue a minha força também. O que quer que consiga pode usar para... se manter de pé."

Isabelle Lightwood (interpretada por Jemima West)

            Eu nunca reprovei tanto uma pessoa como eu reprovo Jemima como Isabelle. Isabelle é alta, gostosa, extremamente linda e está sempre com roupas de grife. Sem ofensas, mas galera, cadê os peitos, a bunda, o senso de moda e a altura dessa Isabelle????????????????

"Ah, pelo amor de Deus, ele realmente vai acordar numa hora maldita dessas só para provar o amor por você ou coisa do tipo?"



OLHEM 
ISSO, TIPO:








Valentine Morgenstern (interpretado por Jonathan Rhys Meyers)




            Eu n em vou gastar meus dedos pra falar da pior escolha de um ator na história da terra. Gente, Valentine tem o cabelo comprido – tão loiro que chega a ser branco. Que porra droga é essa!?

"Diga a ela, se perguntar outra vez, que o sangue do Anjo corre nas suas veias."








Simon Lewis (interpretado por Robert Sheehan)

          Robert foi uma das menos-piores (ou mais-melhores) escolhas do elenco desse filme. Ele está praticamente igual ao Simon do livro, tirando o comprimento do cabelo. Sua atuação no trailer está maravilhosa e... Bem, isso ganha meus votos positivos.

"Além disso, eu estou dormindo com sua mãe. Só achei que você deveria saber. "






Magnus Bane (interpretado por Godfrey Gao)

            AI MEU DEUS ~grita~ QUE CARA GOSTOSO, PQP, ME COME!

            De todo o elenco, Godfrey é o cara mais gato o personagem mais fiel ao livro. Afinal, Magnus é tão gostoso, lindo e perfeito quanto.


"Sim, é claro. E Madonna me quer como um dançarino de fundo em sua próxima turnê mundial "



Encerro a resenha com a deliciosa imagem do Magnus o link do trailer, caso alguém se interesse.


Nota do livro: 


Pré-nota do filme:





5 comentários:

  1. Wes, Wes, Wes, que resenha (vou censurar a próxima palavra) f*#a! Eu me diverti lendo e curti a história do livro, fiquei afim de ler e de ver o filme :D
    Arrasou, divaaaa! <3

    ResponderExcluir
  2. Wesley Lautenschlaeger15 de agosto de 2013 14:44

    Oi Vic! (finalmente criei minha conta no disqus pra comentar aqui, haha)
    Obrigado, sério mesmo, muito obrigado!
    Leia mesmo, é minha saga preferida <3 (sem contar que tem caras se pegando e <33333)
    Obrigadão mais uma vez <3

    ResponderExcluir
  3. Tá, eu não tinha comentado aqui ainda, porque eu sou uma idiota! It's true, podemos todos admitir isso.
    Eu nunca li Cidades dos Ossos, eu mal sequer tinha ouvido falar da história, mas mesmo assim adorei a resenha. Ela foi super informativa e, claro, tem cheiro de Wesley por toda ela! Seu humor é simplesmente a melhor coisa no mundo <3 E você usou e abusou dele aqui do melhor jeito :333
    O bom é que já não falta tanto pra sair outra resenha sua de novo, hehe ;D
    Beijão <3

    ResponderExcluir
  4. Wesley Lautenschlaeger20 de agosto de 2013 15:16

    Tá, eu não tinha visto seu comentário até agora USAHSAUSHAUH Mas deusas (ou deusa, já que somos todos monoteístas) não são idiotas, ok? Ok.
    MAS COMO ASSIM VC TEM QUE LER AGORA MDSSSSSSS TEM SHIPP GAY CANON E ANJOS E DEMONIOS E INCESTOU (OU QUASE) E AMOR E ROMANCE E AVENTURA E COMÉDIA E PQ VC NÃO LEU????????????????????????/ Btw, muito obrigado! Cheiro de Wesley parece bom -qqqq
    É que eu não sei ser sério (ou sei e não gosto, algo assim. Nunca lembro ^^)
    Acaba de sair mais uma <3
    Beijão! <3

    ResponderExcluir
  5. Já tinha escutado sobre Cidade dos Osso, mas só como filme. Sua resenha tá mais que foda. E Cidade dos Ossos está na minha lista de livros para comprar. Meu comentário foi feio/curto/feio/chato/inútil mas eu não podia deixar de comentar. <3

    ResponderExcluir