22 de set de 2012

Capítulo 8

A bad, boring, terrible lesson!




— PARA TUDO! — Disse estupefata Sarah, ao saber que do que Hayley a contara. — Então quer dizer que o Josh, era o seu melhor amigo quando você era criança?
— Isso aí. — Concordou Hayley. Sarah passara em sua casa pela manhã, para as duas irem juntas para a escola. Era incrível como em apenas uma semana as duas já se tornaram amigas íntimas. Hayley já havia contado sobre Josh para Sarah e Jeremy. Sarah principalmente.
— Puxa, Hays. Eu lamento, cara. Você tava tão animada pra ver o Josh. Sério, como não passou na minha cabeça que o Josh lindo seu amigo seria o Josh mauricinho? Deus!
— Só porque não passou pela minha também, Sarah. Sei lá, ele mudou demais. Ele era muito fofo. Jamais passaria pela cabeça de ninguém mesmo.
— Eu lamento.
— Não precisa. Ele é indiferente pra mim. — Hayley sorriu e ambas começaram a conversar sobre a escola.
Elas chegaram à escola e começaram a conversar com Jeremy.
— Caramba Hayley! Ele é o seu amigo? — Jeremy tentou sinalizar para Josh, que estava com sua turminha logo atrás.
— Não Jerm, ele era meu amigo.
— Puxa...
— Mas tá tudo bem Jeremy. Eu não me importo.
Eles continuaram a conversar e o sinal bateu. Hayley seguiu sozinha para a primeira aula. Sentou-se ao lado de Taylor, como sempre fazia nas aulas de química.
— Olá Hayley. — Ele sorriu.
— Oi Taylor. — Ela retribuiu o sorriso. — Como vai?
— Bem, bem.
A conversa dos dois foi interrompida pelo grito da nova professora de química que chegava na sala.
— Silencio, turma! — Todos ficaram em silencio. — Eu sou a nova professora de química Mary Brown. — Ela escreveu seu nome do quadro negro.
— O que houve com a Sra. Carmit? — Perguntou um aluno do fundo.
— Foi transferida pra uma escola mais perto de sua casa. Vou substituí-la até o final do ano letivo. — Ela respondeu a pergunta do garoto. — Agora, vamos começar. Eu li atenciosamente a “ficha” de cada um de vocês. Vamos começar hoje fazendo um trabalho em duplas.
— Quer fazer comigo? — Sussurrou Taylor para Hayley, alto o suficiente pra professora o interromper.
— Eu já determinei as duplas. — Todos os alunos detestaram e começaram a reclamar.
— Silêncio! — Ordenou.
— Agora, vamos lá. As duplas são: Van Beasley e Tyler Ward; Ryan Clark e Peter Smith; Wilson Davis e Lewis Allen; Robert Turner e Emily Parker; Taylor Benjamin e Dakotah Scott; Jenna Rice e Joseph Jones; Joshua Neil e Hayley Nichole. Juntem-se rápido para eu poder explicar o trabalho.
Hayley arregalou os olhos ao saber que faria dupla com Josh. Logo se pronunciou:
— Professora, desculpa. Não tem como eu mudar de dupla?
— Não.
— Mas...
— Mas nada! Qual é seu nome, senhorita?
— Hayley Nichole.
— Srta. Hayley Nichole, sua dupla é o Sr. Joshua Neil. Já foi determinado, e a Srta. não vai mudar de dupla.
Não é preciso acrescentar que Hayley detestou a nova professora, não é mesmo?
Ela olhou pro fundo da sala, e Josh estava com Jenna, Van, Tyler e Ryan, como sempre.
Taylor foi para onde estava Dakotah. Jenna foi até a mesa de Joe. E o resto da sala se juntou com sua determinada dupla. Josh ficou lá no fundo, e Hayley na frente, como estava. Faltava apenas eles para a sala ficar completamente arrumada.
Ele a encarou e sentou na sua cadeira no fundo da sala. Debochado, como sempre.
“Ele que venha pra cá.” Pensou ela. Até que a professora resolveu intervir.
— Sr. Neil, vá até a mesa da Srta. Nichole.
— Porque eu? Porque ela não vem até mim?
— Porque eu estou mandando o senhor ir pra lá. — Ele bufou e foi até a mesa de Hayley.
A professora explicou o trabalho. Era pra identificar os átomos de cada substancia química sobre as mesas, através da tabela periódica.
Simples. Apenas para revisar.
Hayley pegou o ácido sulfúrico, e escreveu a composição química no papel. Josh estava apenas olhando.
— Não vai ajudar? — Perguntou furiosa. Ele ignorou sua pergunta e pegou o copo d’água e escreveu H²0 no papel. Ela riu.
— Porque está rindo? — Ele perguntou furioso. Ela ignorou sua pergunta e continuou a escrever a composição química.
Passaram a aula toda brigando, rindo, debochando um do outro.
Em 45 minutos a aula acabou. Mas pra eles foram como se fossem horas, dias. O tempo simplesmente não passava, e eles tinham que “se aturar”.

[...]

— Droga! — Bufou Hayley sentando-se na mesa onde Jeremy e Sarah estavam sentados.
— Que foi? — Jeremy.
— Aquela praga de professora nova.
— O que ela fez?
— Ela mandou a sala inteira se sentar em duplas, e não me deixou sentar com quem eu queria. Ela me forçou a sentar com o Farro. — Eles começaram a rir da fúria de Hayley, deixando ela ainda mais furiosa. Jeremy se engasgou com o suco que estava tomando.
— Te forçou?
— É. — Ela revirou os olhos. — Que droga! Aquele garoto é uma ameaça a sociedade.
— Eu não discordo. — Sarah disse, voltando a rir e deixando Hayley mais irada.
— Ok, eu não preciso de gracinha. Vou andar por aí. Preciso de ar. — Hayley disse e saiu.
— O que houve com ela? — Jeremy perguntou.
— Isso é falta de homem, Jerm! — Sarah disse e eles gargalharam.
— Acha que Hayley precisa de um namorado? —
— Não sei... Mas um pelo menos de um ficante ela precisa! — Continuaram rindo.
— Porque não arranjamos um namorado pra ela? — A brilhante idéia de Sarah.
— Ela não vai gostar... — Avisou Jeremy.
— Não vai. Mas quem disse que vamos contar a ela?
— Como se arranja um namorado pra alguém sem contar pra pessoa que estamos arranjando um namorado pra ela?
— Achamos alguém interessante e fazemos um encontro casual.
— Ok, e onde vamos achar alguém interessante? — Sarah pensou por um tempo e disse:
— Acho que eu já tenho um meio. E ele se chama internet.



← ANTERIOR                                             PRÓXIMO→

Nenhum comentário:

Postar um comentário