22 de set de 2012

Capítulo 15

Just a lesson. A bad lesson.



Pov. Hayley

Dakotah, toda feliz, saiu num pulo da cadeira e foi se sentar ao lado de Taylor.
Algo me diz que essa menina tá gostando dele...
Enfim. Josh, bufando, pegou seu caderno e se sentou ao meu lado. Sua expressão estava feliz, porém o idiota ainda tentava fingir estar com raiva.
Na briga ele teve a camiseta puxada e estava com um dos botões da camiseta aberto, o que deixava um pouco do peitoral definido dele a mostra. É... pois é...
Foco, Hayley!
— O que a professora passou? — Ele perguntou. Peguei meu caderno e virei pra ele, que começou a copiar.
— Taylor... — comecei enquanto ele continuava a copiar. — está bem?
— Sim, está. — Respondeu curto.
— Não, você escreveu errado. Ali é CO, não O. — Eu disse, corrigindo-o.
— Ah, tudo bem. Tem corretivo?
— Sim. — Entreguei a ele. Ele continuou a copiar calado.
— Sua camiseta... está aberta. — Disse apontando. Ele sorriu e fingiu que não me ouviu. Ah, garoto ridículo!
— Não me escutou? Tua camiseta tá aberta, garoto!
Sem ao menos me olhar ele colocou uma mão sobre o botão aberto.
Ótimo, ele vai fechar.
Então ele abaixou a mão e abriu mais um botão. Olhou pra mim e deu um sorriso sarcástico. Virou a cara e voltou a copiar.
— Humpt. — Bufei.


[...]


Pov. Narrador
— Aquele idiota tá me provocando. — Hayley disse pra Sarah que estava comendo seu lanche no pátio com Jeremy.
— Hayley, ele sempre te provoca. — Jeremy disse com a boca cheia de hambúrguer.
— Na verdade, — Sarah — Tudo ficou pior desde aquela noit...
— Sarah, cala a boca. Eu já te disse que nunca mais quero me lembrar daquela noite, ok? Shut up. — Ela disse bufando.
— Ok, ok. Calei. Mas eu não consigo entender porque você fica tão brava quando fala da noite. Tudo bem, você teve um encontro que não sabia com o Josh. E tudo bem, você ficou presa no elevador com ele durante 10 minutos, e tudo bem, você gritou tanto que o shopping inteiro escutou. E tudo bem, você pagou o maior vexame da sua vida, por que quando saiu do elevador, tinham centenas de pessoas aplaudindo a sua saída. E tudo bem...
— Sarah. Deu. Fica quieta. — Jeremy disse olhando profundamente pra ela que falava sem parar. Ela entendeu o olhar e (inacreditavelmente) ficou quieta.
— No que ele te provocou afinal, Hays? — Disse Jeremy tentando quebrar o silencio. Hayley engoliu seco. Como diria pra ele que ele havia irritado ela daquela forma?
— Hayles? — Jeremy. — Gente, você tá aérea hoje!
— São as dorgas. — Sarah disse tomando um gole de suco. Jeremy riu.
— Calem a boca. Ele me provocou como sempre faz, ora.
— Hum...
Nessa hora Josh e Taylor passaram. Estavam molhados, pois acabavam de sair da aula de Educação Física. Estavam nadando. Sarah, Hayley e todas as mulheres e homossexuais do local acompanharam os rapazes com os olhos. De fato, uma linda imagem.
— Ér... ele pode ser chato, mas é gostoso pra cara...
— Sarah! — Jeremy disse com raiva.
— Caramba. Eu ia dizer caramba. — Ela deu de ombros. — Né Hayles?
— É. Pode ser.
— Pode ser? Olha a barriga deles! Oh. Vou morrer.
— Ok, já cansei desse assunto. Tchau pra vocês. — Jeremy disse com raiva e saiu em passos rápidos em direção a qualquer direção, tirando Sarah do transe.
— O que deu nele? — Ela perguntou.
— Sei lá. — Hayley. — Acho que ele não gosta de te ver secando homens, Sarah.
— Como assim?
Hayley soltou uma sonora risada.
— Tu é rápida com os outros, mas é lerdinha com você mesma né?
Sarah ainda olhava com um semblante confuso.
— Você tá querendo dizer que...
— Dãã. É claro que sim. — Zombou Hayley, enquanto Sarah parecia chocada.
— Vou... falar... com ele.
— Vai lá. — Hayley disse e o sinal bateu. Hora de voltar pra sala.
Aula de inglês.
Ela entrou na sala e sorriu ao ver Taylor sentado numa janela. Sentou-se ao lado dele.
— E aí. — Ele disse sorrindo ao ver ela se aproximar.
— Oi T. — Hayley já conhecia o apelido dele. Conversavam durante algumas aulas. Não eram grandes amigos, nem nada. Eram apenas colegas. Bons colegas.
— Deixa eu adivinhar: Tu vai me perguntar o que aconteceu hoje de manhã né?
Hayley sorriu e disse:
— É. Pois é. — Ele sorriu de canto também. — Sabe, fiquei curiosa. Sei lá... primeiro é você brigando com o trio, depois do nada chega...
— O Josh e acaba com eles. Acredite, nessa parte eu também me surpreendi.
— Vocês foram suspensos?
— Não. Só vamos ficar de castigo no sábado. — Ele disse parecendo não se importar com isso. — Van e Ryan foram suspensos. E Tyler também foi, mas ele não tava aqui. Ele fugiu, assim que viu que tava em desvantagem. — Eles riram.
— Isso é o que dá com quem mexe com o meu cabelo. — Ele disse descontraído.
— Eu acho seu cabelo o maior charme.
— Nem vou falar do teu, porque né... — Eles riram de novo.
— Mas falando sério. Graças a Deus pelo Josh. Ele me parecia o maior idiota, mas depois que eu conheci ele de verdade, vi que ele é um cara maneiro. Pois é, eu preciso parar de pré-julgar as pessoas.
Hayley não respondeu nada e abaixou a cabeça.
— Cadê esse professor? — Ela disse olhando pra porta e vendo toda a sala fazer bagunça.
— Não sei... Hayley, tu não gosta do Farro né?
— Não.
— Por quê?
— Porque ele é bobo, Tay. Ele é provocante demais. Insuportável. Tudo bem, ele te ajudou, pode ser que eu ache ele menos imbecil por isso, mas... ele ainda é um idiota. Diferente dos irmãos dele, que são muito legais.
Taylor riu.
— Conhece os irmãos dele? — Hayley engoliu seco.
— S-Sim. A irmã mais nova dele é amiga da minha irmã mais nova. — Ela disse aliviando-se.
— An...
— Ok pessoal, desculpem-me o atraso. Eu estava em reunião com o diretor e os coordenadores. — Disse o senhor Tompson, entrando na sala. Os alunos que estavam em pé se sentaram. — Estávamos decidindo uma coisa que eu acho que vocês vão adorar.
— O quê, professor? — Perguntou um garoto no fundo.
— Um passeio!
Todos na sala se animaram.
— Nossa! Que legal! Pra onde esse passeio?
— Pras florestas de Franklin, ora.
— Ahhhh — A sala disse em uníssono. Estavam de fato decepcionados.
— Só podia ser. — Taylor comentou baixinho com Hayley. Ela riu.
— Hey, galera! Mais animação!
— Mas professor, a floresta de novo? Eu já cansei de ver aquelas árvores, e aqueles pássaros! Sério mesmo, cansei.
— Pois é, sr. Smith. Mas nós temos novos alunos na sala, que provavelmente nunca visitaram a floresta. Certo, senhorita Nichole? — Ele disse apontando pra Hayley que abaixou a cabeça e disse:
— Ér... certo, né.
— Pois bem. O passeio educativo será amanhã de manhã. Façam seus pais e mães assinarem isso. — Ele foi andando pela sala e distribuindo pequenas tiras de papel.
— Só a aula de inglês terá isso? — Perguntou Hayley.
— Não, claro que não. O segundo e o primeiro ano inteiros vão.
A aula passou rápida e tediante. Mas Hayley se divertia com a companhia de Taylor, e vice-versa. Logo depois que acabou a aula, foram liberados e voltaram pra suas casas. No dia seguinte teria o chato passeio, como assim pensavam.
Mas, pensemos. Será que vai ser tão chato assim?

Nenhum comentário:

Postar um comentário