13 de nov de 2012

Update #1




Oi, amores! *U* Como vão os senhoritos? 
Decidi fazer um pequeno update aqui, enquanto não posto o restante das fanfics. Como alguns de vocês, creio eu, não passam pelo facebook no grupo de fãs da Odeio Amar Você e nem curtem a página, é justo que eu faça uma coisinha aqui no blog mesmo, para que vocês saibam o que anda acontecendo.
Aposto que pelo menos alguns estão ansiosos para as novas fanfics. Já faz uma semana (mesmo que pareça uma eternidade para mim) que a OAV foi finalizada, e então, vou falar aqui sobre algumas coisinhas que planejo para este blog e para a minha vida -n
Bem, vamos começar a falar sobre o que aconteceu nessa última semana (vou ignorar o fato dos comentários terem simplesmente desaparecido). Bem, não aconteceram muitas coisas OPASKPAOSKAS eu li comentário, chorei, fiquei deprimida durante tempo demais, estudei. Não acontecem muitas coisas boas quando você está depressivo. Mas enfim, como era de se esperar, não consegui ficar longe do arquivo do word durante muito tempo. Já iniciei outra fanfic (que está bem aqui no campinho de "BREVE"), e escrever isso está sendo arrebatador *U* É tão legal mudar, tentar coisas novas, explorar a mim mesma. O texto está fluindo com facilidade e leveza, e eu espero que vocês notem isso conforme forem lendo. Está sendo divertidíssimo (:
Enfim, diversões a parte, vou deixar para falar de cada fanfic ao fim disso aqui.
Vamos voltar ao assunto Odeio Amar Você 2.
Eu prometi para algumas pessoas que postaria um bônus (equivalente a Henry e Anna, adolescentezinhos), e não me esqueci disso! Mas decidi que só escreverei bônus quando minha inspiração cooperar e quando vocês comentarem para mim. Right? 
Para quem anda no grupo OAV Lovers, provavelmente deve conhecer Wesley Lautenschlaeger (sobrenome do cão), e sabe que ele é um escritor muito amor de fanfics no Nyah! Cocôction. Enfim. Tudo se iniciou com uma brincadeira, e tudo mais, mas o assunto surgiu e já é dado:
Wesley vai escrever a primeira lemon da OAV.
Antes que vocês vomitem, de nojo ou de susto, deixe-me explicar: as meninas (e certos meninos) ficaram animadas com a ideia. Estávamos todos conversando lá, quando de repente surge o assunto, e todo mundo não aceitou quando eu disse que era brincadeira. Mesmo não sendo uma pessoa slash, assumo a responsabilidade de ter criado um shipper gay (Joe e Jonathan), então, se Wesley terminar de ler a OAV e quiser escrever tal lemon, eu assino embaixo e posto aqui para vocês.
Fica claro que é uma cena extra e não é obrigatório de se ler. Isso não vai influir em nada na história. Ok? (:
Vamos ao segundo assunto. Em dezembro, depois que eu fizer minha prova do PAS (Programa de Avaliação Seriada - Universidade de Brasília), eu vou largar tudo o que envolver escola. Já vou estar de férias, e vou me dedicar inteiramente aos livros, séries, e vocês (: Então postarei as quatro fanfics que planejei, E OLHA QUE EU TENHO MAIS IDEIAS. AOPKPASOKAS talvez eu pare uma pra postar outra, por que eu tô com uma ideia linda que não postei ali (o que acha de um shipper novo? Um protagonista diferente? Como... Zac Farro e uma original? haha). Enfim! Aguardem.
Mas além disso, eu tenho ideiazinhas. Como vocês são leitores lindos, muito amor, muito corações e cariños, eu vou eleger um oavlover/oavete do mês *U* Seu nome vai ficar ali no canto, junto com a sua foto, e uma pequena entrevista feita por mim e por meus assistentes que ainda não tenho. Enfim. Vocês curtem a ideia?
Ok. Não sei se é necessário que eu diga aqui, mas em breve trabalharei em um blog para postar coisinhas fofas que eu sinto, às vezes, necessidade de postar. Como resenhas de livros e fanfics, ou opiniões sobre filmes e adaptações, ou recomendações, poemas e poesias, músicas, vídeos, notícias legais. Principalmente romanticazinhas, sabe, que eu sinto lá no fundo (acreditem, eu sou fofa. O Henry saiu da minha cabeça). Enfim. Um blog pessoal. Quando eu o fizer, postarei os links aqui e lá no face, para vocês seguirem e acompanharem. *U* não sei nem por que disse isso.
Beleza *U* Sobre o que mais devo falar? Hum....
Ah, sim. Falarei um pouco sobre cada fanfic. E postarei um pequeno teaser de cada uma delas, com a exceção da Pulling Me Down, por que vocês já a conhecem. Nesse caso, só direi o que mudará. (:

§  Renascer - Definitivamente a fanfiction mais dramática de todas as que citei. Talvez a mais dramática que eu algum dia vá escrever. Ela se passará na Segunda Guerra Mundial, assim que os Estados Unidos entrarem na guerra, depois do bombardeamento da ilha de Pearl Harbor, no Havaí. Joshua é um soldado americano que se alistou tendo a certeza de que morreria no campo de batalha. Até ele se apaixonar por uma enfermeira do pelotão, que conseguiu conquistá-lo com sua inteligência e seus olhos verdes penetrantes. Em meio à guerra e o caos, Josh acha um novo motivo para viver: o amor. O problema é que esse amor vem seguido de muitos problemas e um grande segredo.

Teaser

Meu pai era um bom homem. Justo, patriota, fiel e, acima de tudo, esforçava-se para educar-me da melhor maneira que podia e estar sempre disponível para minha mãe. Ensinou-me as coisas mais importantes da vida. Costumava estar sempre sorrindo, mesmo que a situação fosse a mais crítica possível. Estava sorrindo quando disse para minha mãe tranquilizar-se em relação a sua viagem à Pearl Harbor, Havaí, para reunir-se com outros militares de outros postos.
A cidade, entretanto, foi brutalmente atacada pelo exército japonês, dando à minha mãe uma razão para sua preocupação. Meu pai foi morto covardemente, acompanhado de vários outros pais de amigos meus, no mesmo dia em que completei vinte e um anos. Arrasado e sem uma parte de mim, senti-me na obrigação de alistar-me na guerra que meu país declarou contra o Japão e todos os demais países do eixo.
Quando entrei na guerra, tinha certeza de que não voltaria para casa — morreria pelo país e para vingar a morte de meu pai, como me fora designado pela vida.
Mas eu não sabia que estava enganado — na realidade, já estava morto.
Ela trouxe-me de volta a vida. Ela me renasceu.



§ Trucker - De longe, a fic mais divertida que já escrevi. Vou tentar um bocado de coisas novas nela, como escrever toda uma história POV. um personagem só. Neste caso, nossa querida Hayley Williams. A fiction é, obviamente, Joshay. Com certeza haverá um pouquinho de hentai, mas não vai ser algo tipo Cinquenta Tons. Esperem hentais pervas, porém, não tão frequentes ou fortes. O foco não vai ser esse (como será na Pulling Me Down). Na história, Hayley Williams é uma adolescente de 17 anos explosiva, irônica e estressada. Depois de sua mãe desistir de criá-la, Hayley se muda para a cidade de seu pai, Franklin. Mas no caminho, depois de ser colocada para fora do ônibus que a transportava, ela se vê obrigada a aceitar a carona no caminhão de um senhor divertido e um rapaz descomunalmente gato. O menino, meio caminhoneiro e meio roqueiro ao mesmo tempo, causa nela uma fascinação que ela não sabia por que havia se dado  mas iria descobrir.


Teaser 

Havia duas pessoas nesse caminhão, eu percebi quando ele se aproximou. Abaixei o polegar e vi que ele diminuía a velocidade, até parar no acostamento, bem perto de mim. Vi que o motorista era um senhor de cabelos curtos e pretos, no máximo cinquenta anos, e ele usava um boné para esconder uma provável calvície. Em compensação, tinha um sorriso quase simpático. Também vi o crucifixo e a foto de um monte de crianças no retrovisor.
Mas meus olhos não pararam nesse senhor, e sim no garoto que o acompanhava. Usava um chapéu de couro com um pingente, uma cruz. Seu peito estava coberto com uma camiseta xadrez fina, azulada, parecendo meio moderna demais para um caminhoneiro. Notei que a calça que ele usava era... apertada. Mas em seus pés, estavam all stars tão desgastados quanto os meus.
O quê?
— Para onde está indo, mocinha? — a voz amigável do senhor ecoou, retirando-me do transe enquanto secava descaradamente o carinha que estava à minha frente.
— Hum... — tentei pronunciar alguma coisa, minha cabeça enevoada por pensamentos inapropriados. Céus, que coxas. — Tennessee, Senhor.
Não conseguia olhar o rosto do menino, pois ele quase o escondia com o chapéu e eu estava meio ocupada secando o corpo dele. Mas vi que ele esboçou um sorriso.



§ Pulling Me Down - Já falamos da fic mais divertida, mais dramática, e então é justo que cheguemos a mais pervertida. De fato, é uma boa palavra para Pulling Me Down, e vocês sabem disso. Ela já está previamente postada, como Joshay, no site Nyah! Fanfiction. Dos oito capítulos postados (incluindo prólogo), quatro deles tem pelo menos uma hentai.
A Pulling Me Down desse blog será diferente, mas não tanto. Se baseará nos mesmos personagens e no mesmo triângulo amoroso (que se desencadeará no decorrer da fanfic). A maior diferença será a interatividade da fanfic — a partir de agora, você será a universitária provocante, nossa protagonista. E seu cara, nosso universitário quase-certinho, o protagonista.
Caso esteja curioso para saber como é essa fanfic, você pode lê-la, ainda, no site onde a primeira versão está postada até que a versão melhorada e interativa seja atribuída a esse blog.



Quanto à Meu Melhor Amigo Colorido, não irei falar sobre ele. POAKSPOASK como é uma oneshot, pode acontecer a qualquer momento, em qualquer hora. E vocês vão gostar.
Enfim, gente, esse é o primeiro update. Talvez eu faça mais um antes de postar qualquer uma das outras fanfics. Para quem tiver dúvidas, sugestões, críticas, pode perguntar (até mesmo anonimamente) na caixinha de ask no blog e conferir sua resposta em invademeusono.tumblr.com. Okay?
Beijoshuas ;*
Muito amor, 
Sarinha ♥ 


P.S.: Um salve para Iza, Sofia, Nats, Becca e Lu. Casamento com vocês é o que há. <3 


Nenhum comentário:

Postar um comentário