22 de set de 2012

Capítulo 2

The First Kiss


No outro dia, como sempre, ela começou a pedir para a mãe a levar a casa dos Farro novamente. Ela a levou, assim que ela chegou, disse ofegante:
— Josh!
— Olá Hayley! Tudo bom?
— Sim! E você?
— Estou ótimo. Vamos brincar?
— Sim!
As duas crianças saíram para o quintal, para brincar de pique-esconde. E assim ficaram. Brincaram a tarde toda, tinham muita energia para gastar.
Cansados de correr, deixaram-se cair no tapete da sala.
— Hayles, eu amo você! — Josh declarou dando-lhe um abraço sincero.
— Ah Josh, eu também amo você! — Ela disse retribuindo o abraço.
— O que duas pessoas que se amam devem fazer? — Perguntou Josh.
— Minha mãe me disse, que quando duas pessoas se amam, elas se casam. Assim como ela e meu pai e o tio e a tia. — Sempre imperativa, Hayley tinha sempre as respostas para as perguntas de Josh.
— Então vamos nos casar! — Josh disse num tom de entusiasmo fazendo a garota rir.
— Mas Josh, nós somos crianças!
— Então vamos nos casar só de brincadeirinha agora e depois quando a gente tiver adulto, a gente se casa de verdade. — Solucionou o garoto.
— Tudo bem! — Concordou ela.
Eles foram até o quarto de Josh e confeccionaram as alianças com pedacinhos de folha de papel. Cada um estava segurando sua “aliança”, ambos em pé, na caixa de areia do quintal de Josh.
— E agora, como nos casamos? — Dessa vez, Hayley perguntou.
— Você coloca a sua aliança no meu dedo e eu coloco a minha no seu. — Após escutar a explicação do menino, Hayley pegou sua aliança de papel e a colocou no quarto dedo da mão esquerda dele. Ele fez o mesmo com ela.
— E agora? — Hayley perguntou denovo.
— Agora a gente se beija. — Josh disse. A menina fez uma careta.
— Precisa mesmo? — Ela perguntou sem querer.
— Sim, pra oficializar. — Ela continuou com a careta. — Acredite, eu não quero tanto quanto você! Mas nós nos amamos certo?
— Sim, ok. — Concordou ela. Ambos fizeram biquinho e deram um selinho. Se afastaram bruscamente.
— Eca! — Disseram quase ao mesmo tempo e caíram na risada.
— O que quer fazer agora, minha esposa? — Josh disse todo orgulhoso. Hayley se sentiu bem em ser “esposa” de Josh.
— Quero lanchar, marido. — Respondeu com um sorriso no rosto. Os dois correram de braços dados até a cozinha, onde a senhora Farro havia preparado alguns sanduíches e suco de laranja.
— Não posso comer isso... — Hayley dizia triste.
— Porque não? — Perguntou a senhora.
— Minha mãe disse que não posso comer queijo.
— Bem, é só tirarmos o queijo — A mulher se aproximou e tirou a fatia de queijo de dentro do sanduíche — viu? Agora coma, lindinha. — A menina novamente abriu seu sorriso e comeu com vontade seu sanduíche.
— O que é isso nos dedos de vocês? — perguntou interessada a mulher, notando que ambas as crianças estavam com um pedaço de papel no dedo. Eles se entreolharam e Josh respondeu:
— Nossas alianças, mãe. Nos casamos. — Hayley fez que sim com a cabeça. A mulher caiu na gargalhada.
— Se casaram?
— Sim, nós nos amamos. Não é mesmo Josh? — Josh fez que sim com a cabeça, não respondeu por estar com a boca cheia.
— Acho que seu pai não vai gostar de saber que sua filha de apenas 5 anos já é uma mulher casada, Hayley. — Disse ela ainda rindo.
— Mas nós só casamos de mentirinha, tia.
— É, mãe. — Confirmou Josh.
— Ah tá.
Todos ali ouviram as buzinadas do carro da mãe de Hayley. Christie entrou e as crianças foram para o quarto jogar videogame.
— Não sabe o que eles aprontaram hoje! — Disse rindo a senhora Farro.
— Oh meu Deus! O que Hayley fez? — Perguntou Christie preocupada.
— Hayley e Josh se casaram. — Ela continuou a rir.
— Se casaram? — A senhora Williams começou a rir. — Mas como se casaram?
— Crianças, venham cá. — Chamou à senhora Farro. Eles vieram correndo. — Vocês se casaram, não é verdade?
— Sim, mas foi só de mentirinha. — Disse Josh olhando para os lados e coçando a cabeça, envergonhado.
— É, mas a gente vai se casar de verdade quando for maior. Né Josh?
— É... — Confirmou Josh.
— Porque fizeram isso? — Perguntou Christie, ainda rindo. Eles se entreolharam e Hayley respondeu:
— Você não disse mamãe, que quando duas pessoas se amam, elas têm que se casar? Então... Por isso a gente se casou. — Christie ficou admirada com a resposta da filha. Tão pequena e tão esperta pensou ela.
— É... Vocês estão certos. Mas lembrem-se que vocês ainda são crianças ok? Nada de repetir o que os adultos casados fazem... — Ordenou Christie, fazendo Josh e Hayley se entreolharem novamente.
— Nós não fizemos nada. — Mentiu Josh.
Aquele dia terminou entre risos e diversões. Para Hayley. Para Christie não. Ela tentava não demonstrar seu desentendimento com Joey na frente da filha pequena, mas era inevitável.
Eles já não concordavam em quase nada. Estava ficando praticamente impossível a convivência. Hayley não via muito o pai, — pois ele sempre saía cedo pra trabalhar e voltava tarde — mas o amava muito. Por ser pequena, não percebia a indiferença entre seus pais, e achava que os gritos e brigas que eles tinham frequentemente eram absolutamente normais.


← ANTERIOR                                                   PRÓXIMO →


Nenhum comentário:

Postar um comentário