22 de set de 2012

Capítulo 11

For God's sake, get me out!



O dia de sábado começou normal. Todos acordaram mais tarde. Hayley decidiu almoçar na casa do pai, já que Christie iria ver algumas amigas da época de faculdade.
Na esquina da casa de Joey, ela encontrou Zac carregando a pequena Isabelle pelo braço. Sorriu.
— Hayles! — Gritou a pequenina.
— Isabelle — Ela se curvou e abraçou a criança, pegando-a no colo.
— E aí Zac — Cumprimentou Hayley, sendo que Zac estava apenas observando as meninas se abraçarem.
— Oi Hays. Indo pra casa de Erica?
— Sim, vou almoçar lá.
— Mas a Erica a Mckayla e os pais dela acabaram de sair.
— É? — Perguntou perplexa Hayley.
— Sim. Eu passei a manhã brincando com ela, mas agora elas foram pra Nashville.
— Oh... foram ver minha avó... — Disse Hayley se lembrando que sua avó morava em Nashville, a alguns quilômetros de distancia de Franklin. — Bem, então eu vou indo.
— Hayley, onde vai almoçar? — Zac.
— Não sei, na verdade... — Ela sorriu. — Minha mãe saiu, só volta a noite. Vou em algum restaurante, ou lanchonete.
— Porque você não almoça com a gente? — Perguntou Zac.
— Oh, obrigada pelo convite Zac... É que, bem, você sabe. Não quero ficar em um clima ruim entre mim e Josh. Não nos damos muito bem.
— Ah, deixa o Josh pra lá. Você vem pra casa, e ponto final.
— Zac, eu realmente agradeço, mas...
— Mas nada! Eu já falei que você vem, ok? — Dando-se por vencida, Hayley concordou.
— Ok... Mas não é uma boa idéia.
— É sim... Josh não está em casa. Ele foi comprar umas coisas... só deve voltar à tarde.
— Ah... Então tudo bem. — Ela sorriu e colocou Isabelle no chão.
Eles foram andando descontraidamente até a casa de Zac. Ao chegarem lá, a senhora e o senhor Farro receberam Hayley como sempre: Com muita simpatia.
— Mãe, — disse Zac ao entrar em casa. — Trouxe Hayley pra almoçar conosco.
Ela veio em passos rápidos da cozinha até a sala de recepção e abraçou calorosamente a menina dos cabelos de fogo.
— Oh, Hayley, que bom que você veio! Como você está? E sua mãe?
Hayley deu um pequeno sorrisinho.
— Bem... Eu estava indo à casa de meu pai e encontrei Zac, e ele me forçou a vir almoçar aqui. — Todos riram. — Mas obrigada, estou bem e minha mãe também.
Ela entrou e cumprimentou a todos.
Teve uma tarde agradável. A companhia dos Farro lhe fazia muito bem. Exceto, é claro, Josh.
Por volta das 15:00 h ela voltou para a sua casa. Assim que entrou no seu quarto, o celular toca.
“Não se esqueça. Hoje, às 20:30 h eu e Jeremy vamos te buscar.
Kisses ;*”
Hayley havia se esquecido que iria jantar com Jeremy e Sarah. Decidiu re-pintar o cabelo. O pintaria de loiro... não, loiro não. Senão diriam que ela estava parecendo com aquela oxigenada da Jenna. Pensou melhor e decidiu colorir apenas uma mecha do cabelo de loiro, deixando o resto meio alaranjado e vermelho. (Como na época de Miz Biz)
Tendo todas as tintas no seu armário, e possuindo todos os seus dotes para cabelo e maquiagem, pintou e escovou o cabelo em menos de duas horas.
Entrou na internet e por lá ficou. Então olhou no relógio e viu. “19:39”
Decidiu se arrumar. Ou se atrasaria. De novo.

[...]

Josh já estava pronto. Vestiu uma calça jeans justa, um tênis all star e uma camisa branca social, que deixava seu corpo bem definido. O combinado seria de que Josh e a “amiga de Sarah” estarem lá as 21:00 h e já eram 20:45 h. Eles estavam apenas esperando Emily, que iria com Zac.
Em cerca de cinco minutos Emily chegou. Estava linda. Mesmo sendo uma adolescente de 14 pra 15 anos, já era uma bela mulher.
Zac, Josh e Emily saíram no carro de Josh (ele o havia ganhado um ano antes, assim que ganhou sua habilitação). Em 3 minutos já estavam na frente do shopping.
Saíram e entraram no térreo do shopping. Tomaram o elevador e foram até o terceiro andar, onde ficava o restaurante. Se sentaram à mesa do fundo à esquerda, assim como Zac e Sarah combinaram.

[...]

Jeremy passou na casa de Sarah. Estava linda. Havia repicado o corte de cabelos, deixando-os mais curtos e pretos, como eram.
Então eles seguiram para casa de Hayley, onde esperaram mais 10 minutos até ela se arrumar completamente. Eram amigos a pouco tempo, mas ambos já sabiam que Hayley não é muito de chegar na hora. Por isso, Sarah decidiu marcar as oito e meia da noite, porque se marcasse as dez para nove, por exemplo, Hayley se atrasaria muito, e provavelmente o cara iria embora.
As nove em ponto eles saíram de lá.
— Hays, amei seu novo cabelo. De verdade.
— Obrigada.
Sarah estava ansiosa, Jeremy também. Eles jogavam algumas indiretas, o que deixou Hayley meio confusa. Eles saíram do carro e tomaram o elevador, e Hayley decidiu perguntar:
— Porque estão agindo estranho?
Eles começaram a responder ao mesmo tempo coisas completamente sem nexo. Ela só conseguia entender algumas frases como “Eu não tô agindo estranho não...” “Tá doida menina? Estranha é você...” “Não sei por que você tá falando isso...” etc.
De fato, tinha alguma coisa acontecendo. E eles não queriam contar pra Hayley o que era. E isso deixou ela irada.
Eles saíram do elevador e foram caminhando até o restaurante.
— Vocês estão agindo estranho sim! Podem falar, o que tá acontendo?
Eles novamente começaram a falar ao mesmo tempo, o que fez Hayley desistir.
Chegaram ao restaurante e foram em direção a mesa do fundo à esquerda. Viram uma menina, aparentando uns 15 anos, que sorriu ao vê-los. Sarah logo notou que era Emily, pois havia falado com Zac no celular assim que saiu de sua casa. A garota disse “acho que eles chegaram”. Não muito alto, mas Sarah conseguiu perceber a frase pelos lábios dela.
— Olha, minha amiga ali! — Disse Sarah alto, arrastando Hayley pelo braço. Ela estava completamente confusa, sem saber o que era. Então os dois rapazes que estavam de costas se viraram rapidamente (já sabendo que era essa a frase que Sarah usaria).
— Zac?! — Perguntou Hayley perplexa.
— Ha-Hayley? É vo-você? — Disse ele gaguejando. Então ela virou o olhar e viu Josh, completamente sem ação.
— Sou eu o quê?
— Mas que merda é essa? — Disse Josh sem acreditar no que estava acontecendo. Ela olhou enfurecida para Sarah, que estava sorrindo falsamente. E aquele sorriso queria dizer “oh... merda!”.
— Eu te falei que não ia dar certo! — Disse Jeremy virando pra Sarah, que o olhou com um olhar de “cala essa boca!”
— Não ia dar certo o quê? Podem explicar. Vamos! — Ordenou Hayley, sem entender nada.
— Você é o encontro do Josh. — Disse Zac de uma vez. — Nós planejamos isso pra vocês. — Ele disse apontando pra Sarah e Jeremy.
— Mas a gente não sabia que era ele! — Se explicou Sarah. — Agente não sabia nem que ele tinha um irmão!
— É... A gente se encontrou por acaso na internet. Eu não sabia que era você Hayles... Eu só queria arranjar uma namorada pro meu irmão! E bem... pelo banco de dados do site vocês são almas gêmeas. — Ah Deus, era só o que me faltava! Pensou Hayley com raiva.
Ela olhou pra Jeremy e Sarah com olhar matador.
— Eu não acredito que vocês me expuseram na internet.
— Eu vou te matar Zac... — Murmurou Josh sem saber o que fazer. Ele estava irado. Nisso ele foi embora pela direita.
— Vocês. Me. Pagam. — Ela disse por fim saiu enfurecida em direção ao elevador, pela esquerda.
Mesmo tomando caminhos diferentes, os dois entraram ao mesmo tempo no elevador.
— Sai daqui Josh! — Gritou Hayley. — Eu não posso ficar no mesmo lugar que você!
— Você não manda em mim! E eu saio se eu quiser. Sai daqui você, anã de jardim!
— Anã de jardim é a senhora sua avó. Eu não vou sair, você sai.
— Eu não saio. — Disse Josh por fim.
— Pois então que fique aí.
— Ótimo.
— Ótimo. — Hayley.
Josh apertou o botão do térreo, e eles viraram as costas um para o outro. Pareciam duas crianças que haviam “ficado de mal”.
Ficaram assim, não até chegarem ao térreo, e sim até todas as luzes do elevador apagarem e ele parar de descer. Sim, o elevador havia quebrado com Hayley e Josh nele. Juntos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário